Mensagem do Presidente

Seguir os caminhos da renovação nem sempre é fácil, ainda mais quando se trata de trabalhar em uma entidade que sempre teve como característica a boa gestão de recursos, com administrações sérias e competentes, como as que passaram pelo Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor de Produtos Industrializados do Estado de Sergipe, o nosso Sincadise, nos últimos anos. Renovar é preciso sempre, para poder oxigenar as ideias, pessoas e formar os líderes do amanhã.

Para um Sincadise que respeita o seu passado e olha com aspirações alvissareiras para seu futuro, vivemos esse momento no qual fui escolhido pelos nossos pares, presidente. Os desafios serão grandes, pois ser o mais jovem presidente do sindicato me imputa uma responsabilidade maior que a de todos: fazer um trabalho que seja destacado pelo sindicato e valorizado pelo nosso associado.

Para tanto, temos trabalhado desde o início da nossa gestão, em parceria com as entidades representativas, como a Fecomércio, a ABAD e a UNECS, para poder fazer nossa voz ser ouvida, nosso estado representado e nossos direitos, enquanto agentes desenvolvimentistas de todas as atividades comerciais, já que somos a base para todo o funcionamento do comércio e serviços, sejam garantidos e respeitados. A respeitabilidade empresarial é conquistada nas vitórias que temos buscado e alcançado junto aos agentes públicos, lutando para ter uma carga tributária mais justa para o setor de comércio atacadista e distribuidor, além de fortalecer o empresário por meio de ações como a negociação coletiva feita de forma justa para os empresários, sem submeter-se às pressões intentadas por elementos externos.

Em nosso leque de projetos e ações também queremos continuar a desenvolver o fortalecimento do empresário do comércio atacadista, não somente por meio das ações continuadas do Sincadise em parceria com a Fecomércio, Sebrae e ABAD, bem como buscar o fortalecimento de nossas ações internas, como o Encovendas e o trabalho legislativo que desenvolvemos com nossa assessoria jurídica, que também busca mais alternativas para as questões tributárias e fiscais que afetam nosso setor. Precisamos lutar sempre por um mercado mais justo e competitivo e, para tanto, temos nos cercado dos melhores profissionais para atender melhor o empresário do comércio atacadista e distribuidor.

Desejo que ao final deste mandato, tenhamos mais jovens líderes preparados para o porvir. O Sincadise não acabará para mim, ao final desses quatro anos. Entretanto, estará começando para os jovens sucessores formados pelo próprio sindicato. Os jovens são o futuro do nosso empresariado, são o futuro da nossa economia, são o futuro do nosso setor.

O que pretendemos desenvolver para o empresário é importante para um mercado mais competitivo e proveitoso para todos os nossos associados e parceiros. Urge trabalhar pelo fim da substituição tributária que se aplica ao nosso setor, levando recursos de forma absurda que deveriam permanecer em nossas empresas, para ampliarmos nossa principal missão, gerar emprego e renda para nosso estado e nosso povo. Se conseguirmos acabar com o regime de substituição tributária, os empresários estarão mais fortes, em um ambiente mais competitivo e menos burocrático para a arrecadação de ICMS em Sergipe. Todos crescerão e ganharão com isso. Para tanto, é necessário que continuemos abrindo nossos caminhos para ampliar a interlocução com os gestores públicos, garantindo mais representatividades. O que será feito pelo Sincadise, sem cessar, enquanto estiver presidente do sindicato, com a confiança de todos.

Quero poder trabalhar com afinco e muita coragem para poder fazer com que o setor do comércio atacadista e distribuidor seja cada vez mais fortalecido, mais representativo e destacado em nossa sociedade e justificar, cada dia mais, sua importância para o povo e empresário sergipano.

BRENO FRANÇA
Presidente do Sincadise